Buscar
  • Henrique Correia

Ministra da Saúde prevê cenário de "complexidade"; 28 de outubro e 4 de novembro são dias "negros"

"O ministério da Saúde está preparado para reencaminhar os utentes que não tenham resposta no SNS, para os setores privado e social"


A ministra da Saúde, Marta Temido, veio hoje a público traçar um cenário complexo para a Covid-19. Os próximos dias são de aumento, como é previsível. Os dias 28 de outubro e 4 de novembro são dias a ter em conta segundo a governante. O 28 deverá marcar o máximo de doentes com covid-19 internados. Para 4 de novembro, as estimativas apontam para 444 doentes em unidades de cuidados intensivos.

Segundo publica o JN, no total, o SNS tem 17.225 camas para internamento de doentes covid e 852 camas de cuidados intensivos.

Marta Temido diz que se prevê "um aumento dos internamentos e dos óbitos também nas próximas semanas", afirmou."Projeta-se que no dia 28 de outubro seja ultrapassado o máximo de doentes covid-19 hospitalizados em unidades de cuidados intensivos (UCI) na primeira vaga, que foram 271. Um cenário de grande complexidade", reconheceu a ministra, que admite estender a outros concelhos as medidas restritivas que estão a ser aplicadas em Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira.

A ministra diz, ainda que "o ministério da Saúde está preparado para reencaminhar os utentes que não tenham resposta no SNS, por força de eventual desprogramação de atividade, para os setores privado e social".

10 visualizações