Buscar
  • Henrique Correia

Pandemia e profissionais de Saúde "presentes" na oração da Sexta-Feira Santa


Bispo do Funchal apela aos cristãos que se “deixem olhar pelo homem da Cruz”


Fotos Duarte Gomes


As cerimónias da Sexta-Feira Santa, presididas pelo Bispo do Funchal, D. Nuno Brás, motivaram reflexão e oração

"pelos que sofrem as consequências da atual pandemia, pelos que trabalham na Saúde e por todos os que faleceram por causa deste vírus, apelando aos cristãos que se “deixem olhar pelo homem da Cruz” e que “encontrem nele a beleza do amor de Deus e deixem que Ele nos erga do pecado e da morte (do homem velho), e nos conduza à vida divina, cumprindo a sua promessa: ‘já não serás colocado na terra, mas erguer-te-ás até ao Céu’!”

Como refere a reportagem do Jornal da Madeira, órgão da Diocese, "a celebração desta tarde incluiu, como é hábito, o momento de adoração da Cruz. No entanto, este ato foi coletivo já que, precisamente por causa da pandemia, o beijo foi limitado ao presidente da celebração".

1 visualização