Buscar
  • Henrique Correia

Turismo em "queda livre": Grupo Pestana encerra "Promenade" na segunda-feira

Os reflexos negativos são evidentes no Turismo, com influência na hotelaria e nos serviços periféricos associados ao setor


O Turismo da Madeira, tal como de resto acontece em todo o mundo, tem vindo a sofrer quebras de grande relevo face aos condicionalismos impostos pelas medidas de prevenção à Covid-19, primeiro com o confinamento, agora com uma segunda vaga que está a colocar grandes restrições nos países emissores, sendo que na Região, o que se passa no Reino Unido e na Alemanha, assume proporções muito elevadas naquela que parecia ser alguma recuperação desde julho. Os reflexos negativos são evidentes, com influência na hotelaria e nos serviços periféricos.

Nesta "onda" de dificuldades, o mercado turístico madeirense não consegue manter a dinâmica anterior e isso já custou o encerramento de muitas unidades hoteleiras e o desemprego a muitos trabalhadores. Nem os grandes grupos, que têm maior margem de manobra de tesouraria, escapam à crise. O grupo Pestana prepara-se para encerrar, na próxima segunda-feira, o hotel Pestana Promenade, junto ao Lido, sendo que vai manter as unidades dedicadas à Covid-19, em função do contrato estabelecido com o Governo Regional tendo em vista acolher os turistas que chegam à Região e testam positivo na unidade de rastreio do Aeroporto Internacional da Madeira CR7. Os hotéis em causa são o Pestana Ocean Bay, na Praia Formosa e o Pestana Studio.

Segundo conseguimos apurar, o grupo irá manter o Pestana Carlton no regime de tudo incluído.

3.905 visualizações