Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque sem novas medidas mas com apelo ao povo; Madeira recebe 9750 vacinas em janeiro


Foram realizados 3.769 segundos testes, 11 foram positivos. Nos laboratórios do continente, foram feitos 46.513 testes, 252 positivos e só por isso já valeu a pena.


O presidente do Governo Regional chamou os jornalistas, não para apresentar medidas, mas para fazer recomendações á população, atendendo à época de risco, Natal e final de ano: "Cumprir medidas em vigor, as reuniões familiares devem ser confinadas às pessoas que vivem na mesma casa, evitar viagens, evitar contactos com mais vulneráveis, cumprir o isolamento profilático enquanto aguarda segundo teste, nada de jantares de empresas e de amigos, os que apresentam sintomas devem contactar a Linha24, pequenas e grandes superfícies devem cumprir.".

Albuquerque diz que é previsível o aumento de casos e por isso apelo, aos cidadãos, um comportamento no sentido de cumprirem a recomendação. Anuncia que as câmaras frigoríficas onde as vacinas irão ficar acondicionadas, já chegaram e revela que a Madeira deverá receber, em janeiro, 9750 vacinas. Está previsto, também, para janeiro, a criação de uma unidade com 12 quartos, com pressão negativa.

O presidente do Governo Regional lançou hoje apelos ao povo madeirense, sublinhando que "pagaremos muito caro a irresponsabilidade" na festas de Natal e final do ano. Lembra que não podemos pedir mais às equipas de saúde e anunciou que, nos próximos dias, quase tudo dependerá do sentido de responsabilidade de cada cidadão.

Albuquerque garante que não há transmissão comunitária ativa, diz que há 40 cadeias. E apesar do número de infetados, a Madeira continua com níveis inferiores aos indicadores nacionais e dos Açores.

Relativamente à capacidade da realização de testes, a mesma está adequada às necessidades. Diz que o laboratório do SESARAM fez, até ontem, 205.170 testes, dois mil testes por dia. Nos laboratórios do continente, foram feitos 46.513 testes, 252 positivos e só por isso já valeu a pena.

Um esclarecimento de Albuquerque tem a ver com o segundo teste, dizendo que o segundo teste, entre os 5º e 7º dias, verifica-se que qualquer pessoa tem de permanecer pelo menos cinco dias na Região antes do segundo teste. É obrigatório o isolamento até ao resultado do segundo teste. Está em causa a vida e saúde dos familiares. Foram realizados 3.769 testes, 11 foram positivos.



8 visualizações