Buscar
  • Henrique Correia

Calado a "trabalhar muito" promete fim da derrama e menos taxas nas esplanadas


"Temos de ter uma cidade limpa, segura e com alegria, trazendo música, arte e movimento para rua".



O presidente da Câmara Municipal do Funchal assumiu que, daqui para a frente, a postura da autarquia “é trabalhar muito” com os empresários criando todas as condições para que haja mais investimento e emprego na cidade. É essa a ideia transmitida pelo gabinete de comunicação de Pedro Calado na nota sobre o primeiro acto oficial como presidente da Autarquia.

O novo líder inaugurou, esta sexta-feira, um novo estabelecimento comercial ‘Mercearia da Praça’, localizado na Praça CR7, na Avenida Sá Carneiro.

Na ocasião, reafirmou o compromisso de "reduzir ao máximo as taxas municipais", incluíndo a eliminação, já no próximo ano, da derrama municipal, para que os empresários "tenham mais capacidade de investimento”. A medida consta do orçamento da Câmara para 2022 que já começou a ser preparado".

Pedro Calado assegura um desagravamento das taxas municipais de publicidade e sobre as esplanadas.

O presidente da Câmara Municipal do Funchal quer apoiar o comércio da cidade não apenas reduzindo os encargos fiscais, mas também dinamizando a cidade com mais eventos.

“Eu quero muito tornar a cidade do Funchal numa cidade mais dinâmica em que as pessoas venham mais vezes ao centro. Para isso temos de ter uma cidade limpa, segura e com alegria, trazendo música, arte e movimento para rua. A cidade precisa de muito dinamismo".

O comércio pode ser dinamizado de diferentes formas. Da parte da autarquia, Pedro Calado garante dar todas as condições aos empresários para que tenham mais capacidade de investimento e criem postos de trabalho, mas também “para que tenhamos uma economia a crescer de forma dinâmica e saudável”, sublinhando que o regresso dos navios ao Porto do Funchal é um bom sinal de retoma económica para criar investimento e emprego.

A nova ‘Mercearia da Praça’, pertence ao grupo empresarial que gere o “7 Mares” e dá emprego a mais de 30 pessoas.

6 visualizações