Buscar
  • Henrique Correia

Calado sai em "defesa" de Albuquerque: "visão de arrojo, muito à frente..."


Presidente da Câmara aproveita um ato público para "puxar" os feitos do presidente do Governo e criticar as "aves agoirentas".




Num contexto em que Miguel Albuquerque está a ser alvo de criticas por parte da oposição devido a posições assumidas relativamente à criptomoeda e a um estudo encomendado à empresa de advogados Rebelo de Sousa, do irmão do Presidente da República, no valor de 100 mil euros, o presidente da Câmara do Funchal aproveitou uma ação pública para sair em defesa acérrima de Albuquerque, não se referindo propriamente ao assunto da moeda digital, mas reportando-se às medidas em pandemia e ao uso da máscara, que não corresponde propriamente a este contexto, sublinhando que os críticos são "aves agoirentas".

Na inauguração da Vila Camacho Guest House, Calado começou por destacar que o projecto havia "parado" durante "muitos anos", no centro da cidade, elogiando o empresário pelo investimento efectuado, bem como alargou o elogio ao Governo Regional da Madeira, particularizado na figura do presidente do Governo Regional, por "ter sabido criar as condições, mesmo durante a pandemia, para assegurar a continuidade dos investimentos. Um elogio que abrangeu ainda "as soluções" que foram dadas, quer para a protecção da população, quer para manter a actividade turística, como refere um texto do gabinete de comunicação da Autarquia.

Pedro Calado não não fez por menos e apontou "a visão de arrojo, muito à frente do que é costume fazer", por parte de Miguel Albuquerque, independentemente das críticas, classificando-as como sendo de "aves agoirentas, que diziam que o turismo ia colapsar e a Madeira ia fechar, ia ser tudo uma desgraça», dando disso exemplo "dos artistas que estavam contra o uso das máscaras e que criticaram" as medidas que o Governo Regional implementou, "na altura".

O projecto hoje inaugurado resulta de um investimento de 1,5 milhões de euros e criou 13 postos de trabalho.

10 visualizações