Buscar
  • Henrique Correia

Calado "senta-se" com a EEM, ARM, HF e LREC para falar da tecnologia no Funchal


Candidato do PSD/CDS: "Há neste momento “falta de diálogo” da Câmara Municipal do Funchal (CMF) com os diversos organismos, que “atrapalha” a implementação de soluções inteligentes".




O tema das "Conversas com o Funchal", iniciativa da candidatura de Pedro Calado à Câmara do Funchal, foi as cidades inteligentes, colocar a tecnologia ao serviço das pessoas.

O objectivo é ter “uma cidade cada vez mais sustentável, inclusiva e aumentar o bem-estar dos cidadãos , afirmou o candidato, que "chamou" para a mesa de debate, ao lado de Cristina Pedra e Bruno Pereira, a Empresa de Electricidade da Madeira(EEM), da Empresa Horários do Funchal, da Águas e Resíduos da Madeira(ARM) do Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) da ALTICE, e da Ordem dos Arquitectos.

Calado diz que "há neste momento falta de diálogo da Câmara Municipal do Funchal (CMF) com os diversos organismos, que “atrapalha” a implementação de soluções inteligentes e traz prejuízos para os munícipes. A autarquia não efectua parcerias a nível institucional com as entidades que produzem dados que, depois de processados, dão origem a informação que melhora a capacidade de tomada de decisão. “Estes dados estão muitas vezes dispersos, pelo que é necessário existir partilha de dados, envolvendo parcerias público-privadas, isto porque muitos dos dados são necessários para o planeamento e gestão das cidades”.

8 visualizações