Buscar
  • Henrique Correia

Carlos Pereira acusa PSD de querer fechar a TAP ignorando o papel da companhia

"Não esqueceremos o que o PSD/CDS fez no passado ao privatizar esta empresa sem os cuidados devidos com o interesse público” .


O vice-presidente da bancada socialista, na Assembleia da República, o madeirense Carlos Pereira acusa o PSD de ter medo de tentar dizer aos portugueses o que verdadeiramente quer fazer com a companhia. “A ideia que fica é que o PSD quer fechar a TAP ignorando o seu papel na continuidade territorial, junto das comunidades ou o seu impacto na economia, seja no emprego seja na criação de riqueza, matéria que os senhores desvalorizam sistematicamente”.

Na sequência da declaração política sobre a TAP, na Assembleia da República, o PSD acusou o governo de não dar garantias que o Plano de Reestruturação da TAP possa ser bem-sucedido. Além disso acusou o governo de ter feito a recompra da companhia depois da privatização, mas a situação não melhorou.

Carlos Pereira acabou por intervir em nome do PS para acusar o PSD de estar há semanas a criticar sem apresentar soluções. “Sejamos francos, os senhores não têm nenhum plano alternativo para a TAP e limitam-se a discutir o plano do PS”, apontou.

O PSD tinha acusado o governo de ter dado 50 milhões ao acionista privado sem contrapartida, no entanto, Carlos Pereira lembrou que “quem meteu o Sr Neelman na TAP foi o PSD e o CDS, não foi o governo e, apesar de tudo , o governo transformou uma fatura que seria de 300 milhões ( 224 milhões de suprimentos e 90 milhões de obrigações ) em 50 milhões mas não precisamos de agradecimentos mas não esqueceremos o que o PSD/CDS fez no passado ao privatizar esta empresa sem os cuidados devidos com o interesse público” .

4 visualizações