Buscar
  • Henrique Correia

Carlos Teles critica PS que "furou" o luto a Jorge Sampaio e fez campanha nas missas


Presidente da Câmara e candidato do PSD na Calheta: "Em política e em democracia também há valores mais altos que se levantam" e que nós respeitamos".




A reação crítica é de Carlos Teles, presidente da Câmara Municipal da Calheta e recandidato do PSD a novo mandato: o PS "furou" o luto pela morte do antigo Presidente sa República Jorge Sampaio, socialista, e fez campanha à saída das missas, ao contrário do PSD que cancelou as iniciativas em memória do antigo Chefe de Estado e em pleno luto nacional de 3 dias.

Teles deixou o desabafo no Facebook: "Calhetenses, boa noite!

Informo que em memória e respeito pelo falecimento de Jorge Sampaio, a candidatura 100% Calheta que lidero cancelou todas as iniciativas de campanha previstas para hoje, amanhã e segunda. Por esta razão não marcamos presença nas missas deste fim de semana, nem fazemos porta a porta até segunda-feira.

Em política e em democracia também há "valores mais altos que se levantam" e que nós respeitamos. O PSD a nível nacional e regional acompanhou o Partido Socialista acatando o luto nacional e cancelando toda a atividade partidária. Assim, ficamos surpreendidos e estranhamos a posição da candidatura do Partido Socialista da Calheta que marcou presença e fez campanha eleitoral esta tarde à saída de algumas missas, em diferentes paróquias do nosso concelho. As atitudes ficam com quem as tomam!

À família do nosso ex Presidente da República, Dr Jorge Sampaio, as minhas sentidas e profundas condolências".

5 visualizações