Buscar
  • Henrique Correia

CDS "antecipa-se" a Albuquerque e "anuncia" um aligeirar das medidas


Lopes da Fonseca: "As medidas que o Governo Regional vai anunciar e implementar vão ao encontro dos interesses quer do comércio, quer da restauração, quer da cultura e também do desporto"



Lopes da Fonseca, deputado do CDS, partido que é parceiro do PSD na coligação governamental, convocou uma conferência de imprensa e de certa forma "antecipou-se" ao que Miguel Albuquerque vai anunciar hoje à tarde. O CDS confirma o aligeirar de medidas no recolher obrigatório e nos horários da restauração.

O parlamentar revela que "as medidas que o Governo Regional vai anunciar e implementar vão ao encontro dos interesses quer do comércio, quer da restauração, quer da cultura e também do desporto. E, a partir do momento que elas forem implementadas, os horários irão ser alargados e, de certa forma, irão permitir a estes sectores ter público no caso dos espetáculos, fazer jantares no caso da restauração minimizando assim os efeitos da crise da pandemia, sendo estas medidas positivas com as quais o CDS se revê e que irão fazer com que, tanto o sector cultural como o sector económico, como é o caso da restauração e comércio".

Lopes da Fonseca disse, na Praça do Povo, que "o CDS vê com bons olhos estas medidas que vão ser implementadas e reforça que a população tem de continuar a ter cautelas", mas deixa sublinhado que "apesar destas medidas que vão ser anunciadas, a população não pode deixar de manter as regras de segurança e higiene, não pode deixar de manter os afastamentos sociais que são exigidos e, não pode deixar de utilizar a máscara".

O deputado considera que "a testagem massiva de toda a população é um exemplo claro da forma proativa como o Governo Regional tem vindo a encarar esta pandemia, com o objetivo de reduzir a cada dia o número de casos que a Região registou nos últimos meses".

83 visualizações