Buscar
  • Henrique Correia

Deixem-se de fantasias com mais custos, diz Jardim sobre gabinete em Bruxelas


"Todos os dias são anunciadas decisões que envolvem custos acrescidos para a Madeira e não garantem o retorno".




A Região quer instalar um gabinete em Bruxelas, uma representação no centro da União Europeia, uma medida anunciada como importante para estarmos no "núcleo duro" das decisões. O antigo presidente do Governo diz que não concorda com essa opção.

Alberto João Jardim foi à RTP Madeira, onde é comentador frequente, afirmar que está contra a instalação de um gabinete da Madeira em Bruxelas. Isto porque as políticas junto da União Europeia são conduzidas pelos países e não pelas Regiões, o que torna uma aposta destas inconsequente do ponto de vista prático. "Todos os dias são anunciadas decisões que envolvem custos acrescidos para a Madeira e não garantem o retorno. Acho que não devemos andar com fantasias que servem para gastar mais dinheiro, diz Jardim.

O antigo presidente do Governo lembra que durante os seus governos, a Madeira teve um representante junto da embaixada portuguesa, num contexto em que era o Estado a estabelecer negociações diretas com a UE e as Regiões surgem como parte interessada mas não através das negociações diretas.



13 visualizações