Buscar
  • Henrique Correia

Descarga de mercadorias excecionalmente no porto do Funchal


O primeiro navio a acostar será o “Ponta do Sol”, ao princípio desta noite de 18 de janeiro, de modo a poder descarregar gado vivo, que se encontra a bordo há vários dias.




Segundo uma informação da secretária regional da Economia, "devido à forte agitação marítima, que se tem feito sentir na costa sul da Madeira e tem impedido a descarga dos navios de mercadorias no Porto do Caniçal, e uma vez que as previsões apontam para o estado do tempo se mantenha até à próxima quinta-feira, levaram a Administração de Portos da Madeira – APRAM - a autorizar, excecionalmente, a atracação de dois navios no porto do Funchal".

A mesma nota acrescenta que "o primeiro navio a acostar será o “Ponta do Sol”, ao princípio desta noite, de modo a poder descarregar gado vivo, que se encontra a bordo há vários dias, sendo por isso prioritário, seguindo-se, amanhã, o “Funchalense 5” que vai descarregar produtos perecíveis e contentores de gás.

"A restante mercadoria transportada por estes navios dois navios, mas considerada não prioritária, bem como pelo “Ilha da Madeira”, será descarregada no Porto do Caniçal assim que as condições marítimas o permitam", refere a mesma informação. informação

Os pilotos da APRAM têm estado a avaliar as condições marítimas, de modo a averiguar a possibilidade de acostagem em segurança, o que até agora não foi possível.

O “Ponta do Sol” deveria ter atracado no passado domingo, no Porto do Caniçal, pelas 22h00. Como não conseguiu, ficou a pairar na costa norte, onde ontem teve a companhia de outros dois porta-contentores, o “Funchalense 5” e o “Ilha da Madeira”.


3 visualizações