Buscar
  • Henrique Correia

Esta "gripe" Covid-19 matou 30 pessoas em 18 dias na Madeira


Em 31 de janeiro, a Região tinha 164 vítimas mortais.



Se isto não merece uma preocupação especial, então não se percebe o que merece. Nem tão pouco que já não tenha sido alvo de uma intervenção pública no sentido de tranquilizar os madeirenses sobre estes números de fevereiro.

Deixámos de saber a verdadeira realidade da pandemia sa Covid-19 na Madeira por i existência de testes em massa. A avaliação da gravidade, dizem, não é pelo número de casos, que não estão contabilizados verdadeiramente, mas sim pelo número de internamentos, quer na área Covid-19, quer nos cuidados intensivos, o que na realidade não tem dimensão desmedida, uma vez que estamos a falar, respetivamente, de 65 e 1, sendo que este doente em cuidados intensivos, continua sendo o mesmo que se encontra há dias na Unidade e que tem vacinação com reforço.

Mas se em relação a internados, os números não estão fora de controlo, o mesmo não podemos falar do número de mortos por Covid-19. Os dados que se reportam a 18 de fevereiro, apontam para 194 mortos, nada mais nada menos do que 30 mortos nos 18 dias deste mês. Em 31 de janeiro, a Região tinha 164 vítimas mortais. Destes 30, nada se sabe sobre a idade e o sexo, elementos que deixaram de ser divulgados por decisão da Autoridade Regional de Saúde.


9 visualizações