Buscar
  • Henrique Correia

Evento cultural no Porto Santo "obriga" Governo a "levantar" 5 pessoas na sala


Petição apontava: “Nós pedimos 50% da lotação, que é o mesmo que se pratica nos locais de culto”


A ministra da Cultura vai ao Porto Santo para uma conferência cultural


A realização de uma conferência cultural, a 27 e 28 no Centro de Congressos do Porto Santo, com a presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca, está na razão direta da alteração que o presidente do Governo Regional deverá anunciar, esta terça-feira às 17 horas, com efeitos imediatos, para revogar a medida que esrava em vigor e que apenas permitia o máximo de 5 pessoas por sala, em espetáculos e eventos culturais. As outras medidas, como o recolher e o horário da restauração, só entram a 3 de maio, mas a lotação das salas de espetáculo é para alterar já.

A conferência na ilha dourada terá como tema "Da democratização à democracia cultural, repensar instituições e práticas".

Recorde-se que, recentemente, as duas primeiras subscritoras da petição pública “Pelo Direito à Cultura dos Madeirenses e dos Porto-santenses”, Fátima Freitas e Marta Silva, entregaram na Assembleia Regional o documento com o pedido subscrito por 1.333 pessoas, que pedem a retoma da atividade cultural na Região e o fim da limitação dos espetáculos a cinco espetadores.

A limitação das salas de espetáculo a 25% também “não é suportável, nem sustentável”, referiu Marta Silva. “Nós pedimos 50% da lotação, que é o mesmo que se pratica nos locais de culto”.

16 visualizações