Buscar
  • Henrique Correia

Ex-combatentes "chamados" para este "combate" eleitoral com o passe gratuito


Afinal quem foi o "pai" do passe gratuito para os antigos combatentes?




Os ex-combatentes já desesperavam pelo passe gratuito. Mas o que não esperavam mesmo era esta "convocação" para o combate político em pleno ambiente de eleições autárquicas. Afinal, quem deu o passo para o passe? A República? A Região? António Costa? Rui Barreto? Pedro Calado?

O Governo Regional diz que aprovou o passe, uma consequência do estatuto do ex-combatente, aprovado pela República, que atribuiu um cartão do ex-combatente ou viúvo de ex-combatente, cartão "vitalício, pessoal e intransmissível". Pedro Calado, candidato do PSD/CDS à Câmara do Funchal, diz que conseguiu que o Governo Regional aprovasse, na passada quinta-feira, a isenção do pagamento dos transportes públicos para os ex-combatentes, medida que entra em vigor esta segunda-feira. Uma reivindicação apresentada pelos antigos militares na passada semana ao candidato da coligação PSD/CDS.

A medida abrange cerca de dois mil beneficiários, entre antigos combatentes e viúvas destes. Para Pedro Calado esta é uma forma de enaltecer e homenagear o espirito de sacrifício e de glória dos antigos combatentes que deram o melhor de si pela pátria. "Deram anos da sua vida em defesa da nação e da região e merecem maior respeito e dignidade", referiu.

Mas hoje, o PS-Madeira meteu-se no assunto: "Apenas a falta de ideias, a incapacidade e o desespero podem tentar justificar o recente anúncio feito por Pedro Calado que terá, nas suas palavras, “conseguido que o Governo Regional aprovasse, na passada quinta-feira, a isenção do pagamento dos transportes públicos para os ex-combatentes”. Uma flagrante mistura entre o que são temas da competência governamental e da esfera autárquica.?".

O PS alerta "os mais distraídos ou a quem quer tomar os Funchalenses por tolos", que o Governo Regional "mais não fez do que a sua obrigação, mas com um ano de atraso. O Estatuto do Antigo Combatente foi aprovado na Assembleia da República em agosto de 2020 e prevê, entre outros, passe intermodal gratuito para os ex-combatentes. É uma matéria que não depende do Governo Regional e muito menos de um pedido de favor de Pedro Calado".

13 visualizações