Buscar
  • henriquecorreia196

Filipe Sousa revela as "pontes" que Albuquerque destruiu com Santa Cruz


Líder do PSD-M foi a Santa Cruz prometer "pontes" com o Governo se o PSD ganhar a Câmara mas o presidente da Câmara/candidato diz que tentou tudo mas recebeu nada.




Filipe Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz e recandidato a novo mandato, já foi advertido pela Comissão Nacional de Eleições face aos escritos nas redes sociais. Hoje, no ponto de ordem habitual do domingo, faz uma publicação que, admite, pode voltar a dar queixa na CNE. Mas se der, como diz, "tem a CNE que olhar para os dois lados e ver que os nossos opositores nestas eleições levam o Governo Regional a reboque".

O autarca/candidato denuncia que, em conjunto, "fazem promessas metendo o Governo a meio, numa promiscuidade sem paralelo, e baralhando propositadamente as pessoas, mentindo e misturando competências governamentais com tutelas autárquicas. Isto é desonestidade no seu mais elevado grau, para mais com a mentira a servir de base a uma estratégia sem ética e sem vergonha".

Filipe Sousa reage à promessa do PSD sobre "pontes" com o Governo. Diz que a liderança do JPP, ao longo dos últimos oito anos, "tentou muitas as pontes, mas do outro lado sempre encontrámos ou promessas que nunca se cumpriram, ou portas fechadas, ou pedidos que ficaram sem resposta. Uma ponte une duas margens e perde a sua eficácia quando na outra margem alguém destrói os alicerces".

O candidato deixa, para memória presente e futura, os exemplos dessas "pontes" que Santa Cruz procurou criar e que Miguel Albuquerque destruiu


"Ficam aqui alguns exemplos que dizem muito da natureza desta gente:


- No caso dos nossos terrenos do parque industrial da Cancela, pedimos ao senhor presidente do Governo, numa cerimónia do dia do concelho, uma solução que não penalizasse o povo de Santa Cruz, que devolvesse aquilo que é do povo. O senhor Dr. Miguel Albuquerque prometeu, olhos nos olhos, frente aos santacruzenses, que iria resolver a questão: Resultado: nada! Mentiu ao povo de Santa Cruz, destruiu a ponte e tirou o tapete de forma vergonhosa.


- Como não sou homem de desistir, pedi reunião na Quinta Vigia para novamente tentar desbloquear a questão dos terrenos pertença do povo deste concelho. Nova tentativa de estabelecer ponte com o Governo Regional. Resultado: o Dr. Miguel Albuquerque passou a reunião a falar de umas bonecas que viu numa viagem que fez. Descrição pormenorizada dos cabelos, do vestidos, dos sapatos das ditas bonecas. Nem me deixou falar do assunto que me trazia ali. Pediu para falarmos com os advogados do Governo.



- Em tentativa de nova ponte, já por outras questões, levámos, a outra reunião na Quinta Vigia, um dossier com as obras que queríamos que fizessem parte de contratos-programa com o Governo. Resultado: novo desrespeito para com a população deste concelho. Depois de mais uma conversa vazia enquanto fumava, nem aceitou o dossier. Trouxemos o dossier de volta para Santa Cruz.


Filipe Sousa conclui: "Como diz a canção: a ponte é uma passagem para a outra margem. Mas, neste caso, a outra margem é uma miragem sem vergonha e feita de desrespeito por uma população a quem agora prometem tudo, mesmo aquilo que não podem cumprir".



16 visualizações