Buscar
  • Henrique Correia

Funchal despede trabalhador que vandalizou 11 carros nos Viveiros



Após a empresa de segurança que presta serviços nos espaços municipais ter visionado as câmaras de vigilância do parque, foi possível identificar as ações do trabalhador em causa."



A Câmara Municipal do Funchal anunciou hoje o despedimento de um trabalhador municipal identificado como responsável por um ato de vandalismo perpetrado no passado mês de setembro no edifício dos Viveiros, sede do Departamento Municipal de Ambiente, num episódio no qual foram vandalizadas 11 viaturas afetas ao Departamento do Ambiente. O assunto foi debatido na reunião camarária de hoje.

O presidente da Autarquia, Miguel Gouveia, conclui que "a CMF não poderia deixar de dar o exemplo e ter mão pesada com um caso de vandalismo interno, que pôs em causa o serviço que é prestado à população e a integridade dos próprios colegas. Continuaremos a fazer o que for necessário para repor ao Funchal as condições de segurança pelas quais a cidade sempre se notabilizou.”

Uma nota da Câmara lembra que, ao tempo dos acontecimentos, a Autarquia procedeu a todas diligências necessárias, no sentido de reportar este ato de vandalismo às autoridades competentes, tendo entrado em contacto com a Polícia Judiciária e com a Polícia de Segurança Pública, “mas os serviços não deixaram, contudo, de apurar a situação internamente e, após a empresa de segurança que presta serviços nos espaços municipais ter visionado as câmaras de vigilância do parque, foi possível identificar as ações do trabalhador em causa."



1,121 visualizações