Buscar
  • Henrique Correia

Funchal devia agilizar resposta aos investidores em vez de agravar impostos


Paulo Silva Lobo lamenta a “insensibilidade mais uma vez demonstrada pela autarquia.



“Em vez de agravar taxas e impostos aos Funchalenses, o que este Presidente devia ter feito – e não fez, ao longo destes últimos anos – era encontrar mecanismos que agilizassem, de uma vez por todas, a resposta aos investidores que esperam anos e anos para concretizar os seus projetos e que, muitos deles, até desistem, para prejuízo de uma cidade que precisa de outra dinâmica e de criar emprego, tanto mais nesta fase de recuperação” afirmou, hoje, o vereador do PSD Paulo Silva Lobo, no fim de mais uma reunião de vereação, como retrata uma nota do partido.

Na reunião de Câmara esteve em discussão o projeto de declaração de prédios urbanos como devolutos, projeto esse que mereceu o voto contra do PSD e que, segundo foca o vereador, “apenas visa garantir que o Executivo Municipal triplique o valor do IMI cobrado aos proprietários”.

Paulo Silva Lobo que, lamentando a “insensibilidade mais uma vez demonstrada pela autarquia, num ano fortemente marcado pelos efeitos da pandemia”, manifesta-se contra o facto de haver Executivos Municipais que, em vez de ajudarem e apoiarem os seus Munícipes nesta fase difícil, optam por sobrecarregá-los ainda com mais impostos, mostrando-se totalmente alheados da realidade que, transversalmente, afeta, atualmente, o concelho

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo