top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Jardim abre "guerra": PSD-M de causas passou a partido de interesses


"Abrem uma luta fratricida interna, com processos eleitorais a decorrer, confundindo os INSCRITOS POR ELES com o Eleitorado do PSD".




Partilhas de outros tempos...


O PSD Madeira está em tensão acelerada e não se sabe, neste momento, se a contenção será respeitada até às eleições nacionais de 10 de março. Com duas candidaturas e uma intenção/desejo de mudança, ainda que sem muita visibilidade pública, começam os posicionamentos nos diferentes patamares da luta interna e naturalmente o discurso vai endurecer quer se queira quer não.

O antigo presidente do partido e do Governo, Alberto João Jardim, fez uma publicação na rede social "X" onde desenvolve uma crítica aberta ao período de Miguel Albuquerque na liderança do PSD-Madeira. Deixou de haver "panos quentes" e passou-se a uma fase em que o partido começa a mostrar as "fissuras" que se vêm arrastando e agravaram-se com a insistência de Albuquerque numa recandidatura mesmo sendo arguido, além de indicar para a Comissão Política Patrícia Dantas, que ainda está a braços com um processo judicial em fase de julgamento.

Jardim publica que "os que “tomaram” o PSD/Madeira, enfraqueceram-no e à luta autonómica. Transformaram-no de “partido de causas” em “partido de interesses”. Agora, incompetentes, abrem uma luta fratricida interna, com processos eleitorais a decorrer, confundindo os INSCRITOS POR ELES

com o Eleitorado do PSD.

A Lista candidata a “dirigente” (o que “manda” não aparece, é por nomeação), é quase igual ao Grupo Parlamentar e, nalguns casos, estupefaz-me! Vá lá compreender o apego do Ser Humano à sobrevivência a qualquer preço…"

44 visualizações

Comentarios


bottom of page