Buscar
  • Henrique Correia

"Mais Porto Santo" defende a criação da freguesia do Espírito Santo


A nova divisão administrativa permite acabar com a situação sui generis de haver um concelho com apenas uma freguesia e, mais do que isso, concretizar uma aspiração antiga das populações.



O movimento "Mais Porto Santo” defende a criação de uma nova freguesia no Porto Santo que poderá chamar-se Espírito Santo.

"A divisão administrativa desta nova freguesia passa pela cisão da actual freguesia do Porto Santo com a seguinte circunscrição e albergando os seguintes sítios: Campo de Cima, Campo de Baixo/Espírito Santo, Lapeira de Cima, Lapeira de Dentro e Calheta".

O movimento refere que "para a primitiva freguesia do Porto Santo ficam os sítios da Vila/Pedras Pretas, Camacha, Dragoal, Serras de Fora e de Dentro, Casinhas, Lombas e Tanque".

Para o Mais Porto Santo, a nova divisão administrativa permite acabar com a situação sui generis de haver um concelho com apenas uma freguesia e, mais do que isso, concretizar uma aspiração antiga das populações.

Além disso, haverá melhor distribuição de verbas do Orçamento de Estado em benefício das populações, uma melhor relação de proximidade entre eleitos e eleitores e, sobretudo, uma mais eficaz resposta às necessidades das populações, por exemplo, na conservação de caminhos, veredas, património e demais atribuições e competências das freguesias.

5 visualizações