Buscar
  • Henrique Correia

Mano a Mano com Rita Redshoes encerraram Parlamento Musical



Os Mano a Mano usaram também o Braguinha, instrumento mundialmente conhecido como Ukulele devido aos emigrantes madeirenses que levaram o para o Havai,





"Os irmãos madeirenses Mano a Mano, dois dos mais importantes guitarristas do jazz em Portugal, e a já consagrada cantora, compositora e multi-instrumentista Rita Redshoes encerraram o ciclo de concertos Parlamento Musical promovido pela Assembleia, com um espetáculo onde o jazz e a pop se fundiram numa simbiose perfeita."

Foi assim que o Parlamento Regional fez referência a esta noite. "Os manos, Bruno e André Santos, mostraram, logo no início do espetáculo, que a música tradicional madeirense pode muito bem ser uma fonte de inspiração para o jazz, e foi assim com o primeiro tema Moriana".

Rita Redshoes estreou-se no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira com a canção Contigo é a Perder, que tem a participação de Camané, mas desta vez sem a voz do fadista. Do último álbum, lançado em setembro deste ano, a cantora apresentou Rosa Flor e recuperou temas como Fé na Vida e Rosa Flor, de coletâneas anteriores.

Os Mano a Mano usaram também o Braguinha, instrumento mundialmente conhecido como Ukulele devido aos emigrantes madeirenses que levaram o para o Havai, para fazer incursões no jazz mais profundo e trazer para a atualidade Stardust, de Hoagy Carmichael, um tema clássico e incontornável do panorama jazzístico mundial

3 visualizações