Buscar
  • Henrique Correia

Miguel Gouveia lamenta morte de autarca de Torres Vedras que ajudou o Funchal



"A CMF vai deliberar um voto de pesar pelo falecimento de Carlos Bernardes na próxima reunião de Câmara"




O presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, foi encontrado sem vida na sua residência. A GNR confirmou que o autarca foi encontrado “morto com uma faca”. Tinha 53 de idade e recandidatava-se a novo mandato.

Miguel Gouveia, o presidente da Autarquia do Funchal, emitiu há pouco uma nota lamentando o falecimento do autarca e expressando o seu mais profundo pesar pelo falecimento de "um dos autarcas que, em 2016, após os incêndios que assolaram o concelho, mais prontamente disponibilizou a sua ajuda ao Funchal e aos funchalenses". Miguel Gouveia recorda que "o Município de Torres Vedras viria a doar dois contentores de telha lusitana ao Funchal, em parceria com várias empresas locais do ramo da cerâmica, e que foram depois entregues às famílias vítimas da calamidade, no decurso do processo de reconstrução das suas respetivas casas". A CMF agradeceu, à época, a notável demonstração de generosidade da população de Torres Vedras, na pessoa do seu Presidente, considerando que esta não seria esquecida pelos funchalenses e que seria uma ajuda importante para as obras de recuperação então em curso, num exemplo do caráter do povo português e da sua grandeza perante as adversidades, que muito honrou o Funchal. "Para além da nobreza da atitude num momento de grande dificuldade, a Câmara Municipal do Funchal e a Câmara Municipal de Torres Vedras foram parceiras, ao longo dos últimos anos, em vários projetos, como por exemplo, na aplicação do Pacto de Milão em Portugal, para reforçar o combate à pobreza e à exclusão social no nosso país. A CMF vai deliberar um voto de pesar pelo falecimento de Carlos Bernardes na próxima Reunião de Câmara e presta à sua família e amigos, bem como a todos os cidadãos torreenses, as mais sinceras condolências".



26 visualizações