Buscar
  • henriquecorreia196

PS-M critica publicidade paga pelo Governo nos jornais e linguagem no dia do Funchal


Reação socialista acontece três dias depois dos episódios já alvo de críticas, no próprio dia, por vários protagonistas políticos.




Os encartes feitos pelo Governo e publicados nos dois jornais diários, no Dia da Cidade, com obras do Executivo, num formato de publicidade paga, de vários milhares de euros, motivou uma reação do PS Madeira três depois dos acontecimentos e depois de várias críticas feitas nesse sentido nas chamadas redes sociais.

O PS-M diz que " o Governo Regional espalhou uma campanha de anúncios publicitários na cidade do Funchal e colocou capas falsas nos jornais diários para promover o candidato da coligação PSD/CDS numa clara infração às regras definidas pela Comissão Nacional das Eleições, que proíbe expressamente a publicidade institucional por parte dos órgãos do Estado e da Administração Pública a assim que foram marcadas as eleições autárquicas. Para além de ignorar a lei, o Governo Regional mostra falta de respeito pela população e falta de cultura democrática, usando o dinheiro de todos os contribuintes madeirenses para financiar propaganda com fins partidários".

Dizem os socialistas que "as autoridades têm de intervir neste caso. “Apelamos a uma rápida intervenção da CNE para que se ponha termo a esta situação, que envergonha a nossa Região perante o resto do país. A ética e o respeito pelos valores democráticos têm de ser repostos e respeitados”, acrescenta Gonçalo Aguiar.

“Sabemos que os funchalenses não se reveem neste tipo de práticas, nem tão pouco no nível de linguagem e de ataques que têm subido de tom ao longo dos últimos dias. Para quem pediu uma campanha limpa e com elevação, tem sido feito precisamente o oposto, denegrindo a imagem da cidade nas suas declarações aos media, catalogando funchalenses de primeira e de segunda categoria e usando um discurso de vitimização que não cola com a realidade".

8 visualizações