top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

PSD/CDS sem maioria absoluta, PS "marca passo" e JPP, Chega e IL sobem




Uma sondagem da Intercampus para o JM revela que neste momento os indicadores apontam 34,3% para o PSD (23 deputados) e PS 28,1% (14 deputados). JPP com 6,0% e 4 deputados.




Uma sondagem da Intercampus para o JM, publicada hoje na edição impressa do matutino, dá conta de resultados que se enquadram naquela que é neste momento uma das leituras políticas possíveis: o PS-M (28,1%) não chega aos objetivos de incomodar a coligação PSD/CDS (34,3%) e a maioria absoluta social democrata está em causa em função das previsíveis subidas do JPP, pela pertinência de oposição, do Chega pelo protesto, da Iniciativa Liberal pela ação incisiva sobre determinados assuntos e o PAN muito por força da diversidade no Parlamento que, a confirmar-se, regressa a um quadro de maior representatividade.

O PSD e o CDS reúnem os 34,3% que garantem 23 deputados, ficam a 1 deputado da maioria absoluta, o que significa que Miguel Albuquerque já não precisaria apenas se Rui Barreto, como em 2019, mas deverá recorrer a um acordo, ou de aliança governamental ou de acordo de incidência parlamentar ou ainda de acordos pontuais, sendo que esta última solução propicia instabilidade, ainda que suscetível de governação melhor escrutinada.

A acontecer uma aliança, não sendo com o Chega nem com o JPP, por divergências profundas com o PSD/CDS, ficaria a Iniciativa Liberal, que tem funcionado um pouco como fora deste círculo partidário conhecido, o que lhe pode conferir um estatuto maior.

O JPP surge em terceiro com 6,0% nesta sondagem, o Chega é quarto com 4,7%, a Iniciativa Liberal reúne 3,6%, o PAN com 1,6%, o PCP com 1,3 e o BE com 0'8%.

Destes indicadores, que valem o que valem por serem sondagens, mas representam alguma da realidade nas eleições regionais deste ano, tanto o PCP como o Bloco de Esquerda praticamente "desaparecem", o que também não seria novidade devido a um "apagão" que estes partidos vêm sofrendo e que não seguram nem o seu eleitorado dito "fixo".

31 visualizações

Comentarios


bottom of page