top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque quis criar uma vice presidência e Sérgio perde 2º lugar e demite-se



Antigo secretário regional nega pressões do Governo e dos empresários.



No âmbito da comissão de inquérito às declarações do antigo secretário regional Sérgio Marques, o deputado do PCP lembrou as "resistências" da maioria PSD/CDS, que chumbou a vinda do ex-governante ao Parlamento, não escapando uma crítica ao PS-M ao não considerar prioritária a audição em virtude de haver já registo através das declarações ao próprio DN Lisboa.

Ricardo Lume perguntou a Sérgio Marques se tinha sentido pressões, do Governo ou de empresários, para colocar em prática uma renovação de metodologia com o passado de governos de Jardim. Sérgio respondeu: "Nunca senti pressões de ninguém no exercício do meu cargo no Governo. As pessoas conheciam-me o suficiente para saber que não era pressionável".

Sobre a saída do Governo, esclarece que colocou o lugar à disposição quando Miguel Albuquerque lhe disse que ia fazer uma remodelação orgânica que implicava a criação de uma vice presidência, o que implicava um número dois do Governo, posição que eu assumia na hierarquia governanental. Saí com naturalidade, por dignidade pessoal".

21 visualizações

Comments


bottom of page