top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Eduardo Jesus e Rogério Gouveia assinam 15 mil euros para os dois diários



Cada um dos chamados "jornais de referência", vai receber, a par de outras verbas de outras rubricas, 5.250 euros em 2022 e 2.250 em 2023. Num protocolo.




São duas portarias do Governo publicadas no JORAM. O Governo "manda", os secretários regionais das Finanças e do Turismo assinam por baixo. Em causa, duas verbas de 7 500 euros cada para os dois matutinos Diário e JM, distribuídas nos anos económicos de 2022 e 2023. Fala num protocolo mas a informação publicada não especifica qual o serviço prestado. Refere apenas que, para cada um dos chamados "jornais de referência", há 5.250 euros em 2022 e 2.250 em 2023. Nesta rubrica.

Relativamente a adjudicações nos jornais, que figuram na Base Gov, constata-se que as mais recentes prendem-se com a ARM para o JM no valor de 7 500 euros, 1600 euros da Câmara do Porto Moniz ao JM relacionados com reportagens sobre o Santuário de Fátima em Los Teques ( Emanuel Câmara integrou uma visita dos presidente de Câmara). Do Diário, temos recentemente dois contratos do Porto Moniz, um de 800 euros, outro de 10.400 euros para os 146 anos daquele jornal e Semana do Mar. O Município da Ponta do Sol contratualizou 10.600 euros para publicidade de eventos.

38 visualizações
bottom of page